quarta-feira, 12 de setembro de 2012

BREVES CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA REFORMULAÇÃO NA SELEÇÃO DA 11ª REGIÃO TRADICIONALISTA:


Parece que a partir deste ano, o processo de seleção para representar a 11ª região tradicionalista na festa campeira do estado será alterado. Tal processo será ARBITRÁRIO, devendo os laçadores atender alguns requisitos no decorrer da temporada, não havendo mais fases INDIVIDUAIS de seleção.

NADA MAIS JUSTO! Uma vez que sempre foi INJUSTIFICÁVEL e DITATORIAL obrigar todas as entidades a parcitiparem da seleção, sendo que aproximadamente metade desse pessoal participava apenas para cumprir a obrigatoriedade de tal requisito, prevalecendo para a coordenadoria da região o interesse pecuniário dos respectivos eventos.

Selecionar com base na regularidade e aproveitamento dos laçadores é plenamente JUSTO e JUSTIFICÁVEL, pois incentiva o treinamento e a superação do laçador, zelando por sua regularidade.

Espero que requisitos tais como PARTICIPAÇÃO e REGULARIDADE sejam REALMENTE levados a sério, de forma que a atual coordenadoria não venha a escolher seus representantes sob influência de CTG’s, família ou graus de amizade.

E tenho dito!

Baita abraço indiada.

Atenciosamente,
Fernando Massolini

Justiça celebrará Semana Farroupilha com "audiências crioulas".

Em comemoração à Semana Farroupilha, os Foros de Carazinho e Frederico Westphalen irão realizar audiências crioulas.

Nas duas audiências serão julgados processos de retificação de registro civil e as sentenças dos magistrados, pareceres da promotoria e as manifestações da defesa irão ser proferidas em versos gaudérios. Além disso, Juízes, Promotores e Advogados comparecerão pilchados, valorizando a cultura gaúcha e aproximando os cidadãos do Poder Judiciário. As atividades são abertas ao público.

Frederico Westphalen:


A audiência será realizada em praça pública no município de Taquaruçu do Sul, pertencente à Comarca de Frederico Westphalen, no dia 14/9 (sexta-feira), às 19h30min.

Além disso, haverá uma cavalgada que sairá da localidade de Sete de Setembro até a sede de Taquaruçu do Sul, onde será acesa a "Chama Crioula", que será levada até o Acampamento Farrapo. Nesta cavalgada o Juiz José Luiz Leal Vieira, o servidor Paulo Franquelin dos Reis, a Promotora Andrea Almeida Barros e a Juíza Marlene Marlei de Souza, de Carazinho, acompanharão a cavalo todo o percurso, devidamente pilchados. Após a cavalgada, será realizada a audiência crioula pelo Juiz José Luiz Leal Vieira.

Carazinho:

 


Em Carazinho, a audiência será julgada pela magistrada Marlene Marlei de Souza, no CTG Rincão Serrano (Rua Pátria, nº 435), no dia 18/9 (terça-feira), às 19h.

Essa é a terceira audiência crioula no município e contará com a participação dos alunos do curso de Direito da Universidade de Passo Fundo e Universidade Luterana do Brasil, campus Carazinho. Os versos que serão declamados são de autoria dos premiados poetas e compositores João Manoel Sasso, Odillo Gomes e Rômulo Chaves, com colaboração da Juíza Lisiane Marques Pires Sasso.

Após a audiência, haverá um jantar campeiro, promovido pelo CTG Rincão Serrano. Os convites podem ser adquiridos com a patronagem, OAB e no 2º Cartório Cível.

Regalo: Jéssica Zappas Ocaña - TJ/RS

sábado, 14 de julho de 2012

Aristocracia Equina




por Eduardo Festugato
  
Há alguns anos, nos EUA, foi feita uma pesquisa junto ao público em geral – adultos e crianças – sobre qual a figura de animal mais agradável de se olhar. A escolhida foi a do cavalo. Disparado. E a mais detestável foi a figura da cobra. Esse resultado demonstra como são importantes os condicionamentos dados pela educação: nós somos produtos da genética trabalhada pela educação – feixe de instintos montados pelo Ego. (Como é importan-te a educação! Decide o destino do universo). 


Os heróis e os príncipes; os românticos sheicks do deserto, os “mocinhos” do cinema, o Zorro e São Jorge, conquistadores e generais, todos montam belos e fogosos corcéis. Encarnam a beleza e o amor, daí o serem tão amados. A serpente, porém... Quem causou a desgraça dos nossos avós Adão e Eva e nos onerou com a herança do pecado original foi uma serpente. Serpente tem ligação com veneno, com covardia, com subrepticidade, traição; com o diabo e com o mal. Não existe cavalos no inferno, porque cavalo representa a liberdade, a aspiração máxima do ser humano que é libertar-se da gravidade e dos instintos... e voar. Voar como Pégasus, o cavalo alado das crinas de prata, tão idealizado que galopa nos campos infinitos do firmamento, dando o seu nome a uma constelação de estrelas. 


O mundo, porém, não é perfeito. A sorte é como a chuva: nunca é parelha. Se até Deus tem suas preferências!? (“Tu és o meu filho muito amado a quem pus todas as minhas complacências”). Mesmo para os cavalos parece haver injustiças. Para os poetas – e todo aquele que gosta de cavalos é um poeta – a beleza não tem nada de prática: a estética despreza a utilidade. Daí o porque que a grande maioria dos poemas e textos escritos sobre cavalos faz referência aos de montaria. Parece que o cavalo de sela é o aristocrata da espécie, ao passo que o de tração é o operário, o escravo. Afinal, alguém tem de carregar o piano para um Mozart tocar. 


Esta preferência pela sela à tração tem correspondência com a equitação e o arado: aquela, o prazer; este, o trabalho. Segundo Fernando O. Assunção, “os povos agrícolas são, em geral, povos subjugados e têm cultos religiosos que incluem o sacrifício de vítimas humanas para tornar propícia a terra contra secas, chuvas torrenciais e outras pragas da natureza, assim como aos deuses relacionados com a fertilidade. Ao passo que os povos cavaleiros, pastores, são livres, nômades, guerreiros, altivos e independentes”, como os mongóis e os beduínos; os cossacos e os hunos; como as amazonas do mito... e os nossos gaúchos do passado. Não é por nada que o colono italiano era tão religioso... 


Talvez este sentimento de superioridade dos povos cavaleiros seja devido à sensação de liberdade e poder que o cavalo de montaria transmite ao seu cavaleiro. A equitação deu, ao nômade pastor, a abolição da escravidão da terra ao liberá-lo do trabalho escravo da agricultura, pessoal, esgotante, que o curva sobre ela e o obriga a regá-la com seu suor como querem as maldições bíblicas. Montado num cavalo, o homem se sente poderoso ao ver o mundo pequeno, como quando anda de avião – paisagem, homens, problemas – tudo fica pequeno. Sente-se tomado por um sentimento de poder como deveriam experimentar aos deuses. Este é o segredo do fascínio que as alturas exercem sobre os homens. A equitação, o vôo, o alpinismo liberam tantas endorfinas que viciam. Acima da humilde posição pedestre, desde a altura do lombo de um cavalo – um trono – o ginete sente-se superior aos demais homens ao dispor de maior velocidade e facilidade de locomoção. “Cuando me hallo bien montao, de mis casillas me salgo...” (“Quando estou bem montado já não sou mais o mesmo” – J. Hernándes). O movimento é o mais perfeito símbolo da vida.      


Num gesto de desagravo ao sofrido puxador de carroças, esquecido, abandonado e tristemente anônimo, vai o soneto abaixo, escrito pelo amigo Raul Poli: Cavalo e liberdade.


“Cavalo, que atravessas como o vento,
livre e garboso, o lombo da coxilha,
tens por coberta o azul do firmamento,
a lua de prata, a branquejar tua crina.
Respiras liberdade, assim, contento,
no disputar carreiras co’a tropilha,
à noite, a paz saudável do relento,
de dia, calor do sol que acorda e brilha.
Porém, se posto na carroça ou arado,
de angústia e nostalgia vais te finando
como inocente ser escravizado.
Mas se um amigo te conquista, quando
de montaria só fores tido e usado,
partes feliz, a relinchar, trotando.”


*** 1 Soneto ainda inédito, que fará parte do livro de poesias intitulado “Dança dos Gi-rassóis”, de Raul Poli.


Regalo: limacoelho.jor.br e cavaloscrioulos.com.br

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Mazááá - "15ª Reculuta da Canção Crioula" - Contrabando

15ª Reculuta da Canção Crioula /
Guaiba.


Duo Manancial - Contrabando

Atendendo o pedido do amigo Marçal Costa, baita abraço índio véio.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Deficiência coletiva



por Daniele Freitas

Não era nem onze horas quando o ônibus apontou no final da rua, logo após a curva. Em mais uma manhã tediosa entre resumos e respostas quilométricas no verso da prova – que, cá entre nós, de nada adiantariam-, eu só queria que o dia terminasse bem, sem aquele gosto amargo de sentimento amarrotado de saudade.

Escolhi um banco aleatoriamente, mas sem abdicar da preferência pelo assento da janela. Não me exija explicações a respeito disso. Talvez, a gente precise encontrar nos outros algo que nos inspire, que faça o sol parecer menos quadrado ou que ajude a digerir as diversas verdades que são engolidas a seco diariamente, apenas por bom senso. Da janela do ônibus, milhares de vidas passam despercebidas: algumas cabisbaixas, outras lutando contra o tempo, umas que ainda não fazem ideia para onde estão indo. Nesse aglomerado de clichêzinhos bípedes, sempre existe algo que, de certa forma, chama a nossa atenção, seja positiva ou negativamente.

Eu, honestamente, não esperava daquele trajeto mais do que as notas musicais me sussurravam através dos fones de ouvido. Às vezes, nós simplesmente cansamos de esperar por mudanças, surpresas e imprevisibilidades, da mesma forma que a paciência para uma espera tão frustrante se esvai a cada nova decepção. O caminho é sempre o mesmo, as árvores são as mesmas e, frequentemente, as pessoas também. Em momentos aparentemente vazios como esses é que nos damos conta que o palco é sempre o mesmo, o que muda é apenas o roteiro.

Enquanto escorava a minha cabeça no vidro da janela, eu não imaginava que estava a alguns segundos de uma das cenas que mais me envergonhariam. Não me refiro à vergonha alheia, como bem tenho sentido há alguns meses, mas  à vergonha de mim e da maneira egoísta com que tenho agido ultimamente.

Em certo ponto da cidade, um homem varria a calçada. Segurem as pedras: eu não enrolei até aqui para explicitar um acontecimento tremendamente corriqueiro e banal. Admito que isso em nada teria me comovido, não fosse o homem um deficiente físico. Aquele sujeito de roupas simples apoiava em uma muleta a perna que tinha pela metade – ou talvez nem isso – e, assim que adquiria o equilíbrio necessário, varria um trecho da calçada. E assim ia, sucessivamente.

Queria eu dispor do tempo necessário para desembarcar do ônibus e parabenizar aquele homem. Em pouco tempo e sem dizer uma palavra sequer, ele me deu uma lição de vida. E eu nem pude informá-lo disso. Esse episódio me remeteu a uma história que a minha mãe havia me contado alguns anos atrás: ela caminhava para o trabalho quando viu um homem no segundo andar de um edifício lavando os vidros com apenas uma mão. São essas situações que me deixam ainda mais irritada com aqueles que têm tudo e vivem reclamando da vida e inventando desculpas para não fazer o que é preciso.

Nós perdemos  – e me incluo nesse “nós” – muito tempo reclamando de coisas bobas: o carro que estragou, o cabelo que está ruim, o dinheiro que não sobrou no fim de mês. Investimos nossos minutos em lamentações em vez de agirmos para mudar, ou ao menos tentar mudar, aquilo que não nos agrada. Isso me faz concluir que somos todos mal agradecidos por aquilo que temos: saúde, inteligência, beleza, sucesso ou seja lá o que for.

Além disso, me arrisco a mais uma conclusão: vivemos em uma sociedade deficiente. Eu, você, a vizinha e o cachorro vira-lata da rua. Talvez, não nos faltem pernas ou braços, mas nossa verdadeira deficiência está no caráter: algo que prótese alguma é capaz de substituir.

Regalo: portaletra.wordpress.com
*Crônica publicada no site de Zero Hora, em 22/03/2012

quinta-feira, 12 de abril de 2012

32º Rodeio Internacional de Osório - Programação Oficial 2012

PROGRAMAÇÃO CAMPEIRA

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO
08:00h - Laço Capão da Lagoa
Campereada
18:00h - Taça Homenagem CLAUDIOMIR DE OLIVEIRA - BEKO
Inscrição: R$ 40,00 - Premiação: 1.500,00

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO
08:00h - Abertura do 32º Rodeio Crioulo Internacional - Local: Parque de Rodeios
09:00h - Laço Patrão (inscrição R$ 20,00) - Premiação: 1º: R$ 200,00 - 2º: R$ 100,00
- Laço Capataz (Inscrição R$ 20,00) - Premiação: 1º: R$ 200,00 - 2º : R$ 100,00
- Laço Pai e Filha (até 12 anos) (inscrição R$ 30,00) - Premiação: 1º R$ 500,00 - 2º : R$ 300,00
- Laço Pai e Filha (acima de 12 anos) (inscrição R$ 30,00) -Premiação: 1º R$ 500,00 - 2º R$ 300,00
- Taça Cabanha São Cristovão (inscrição R$ 70,00) (para em 2 duplas ou menos)
Premiação: 1º lugar: 1 Moto (Doação Cabanha São Cristovão)
18:00h – Taça Homenagem ARON FERNANDES Inscrição: R$ 40,00 - Premiação: R$ 1.500,00

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO
08:00h - Laço Senhor - Premiação- 1º R$ 200,00 - 2º R$ 100,00 (Doação empresa Agafarma)
- Laço Veterano (inscrição R$ 20,00) - Premiação: 1º: R$ 200,00 - 2º : R$ 100,00
- Laço Vaqueano - Premiação: 1º lugar: R$ 200,00 - 2º lugar: R$ 100,00
- Laço Gerações (inscrição R$ 40,00) - Premiação: 1º R$ 600,00 - 2º: R$ 300,00
- Laço Duplas (início)
(inscrição R$ 80,00 até 23/05 - R$ 90,00 de 24 a 25/05 e R$ 100,00 dia 26/05/12 até as 15h) 
- Taça Cidade de Osório/Reboques Capilé (inscrição R$ 80,00)(para em 2 duplas ou menos)
Premiação: 1º lugar: R$ 1 Reboque para 2 cavalos Stander (Doação empresa Capilé)
19:00h - GINETEADA - 65 montarias (Ginetes convidados)

SÁBADO, 26 DE MAIO
08:00h - Laço Pai e Filho (até 15 anos) (inscrição R$ 30,00) -Premiação: 1º: R$ 500,00 - 2º: R$ 300,00
- Laço Pai e Filho (acima de 15 anos) (inscrição R$ 30,00)- Premiação: 1º R$ 500,00 - 2º R$ 300,00
- Laço Duplas - Continuação
14:00h - Vaca Parada - Premiação: 1º lugar: Troféu - 2º lugar: Troféu - 3º lugar: Troféu
19:00h - GINETEADA (continuação) e Leilão de Gurupa

DOMINGO, 27 DE MAIO
08:00h - Prova de Rédeas (até 12 anos) - Premiação: 1 ovelha (doação)
- Prova de Rédeas (acima de 12 anos) Premiação: 1 ovelha (doação)
- Prova de Chasque (5 homens) - Premiação: 1 ovelha (doação)
- Laço Guri (inscrição R$ 20,00) - Premiação: 1º R$ 300,00 - 2º: R$ 200,00
- Laço Piá (inscrição Gratuita) - Premiação: 1º R$ 200,00 - 2º: R$100,00
- Laço Prenda (até12 anos) (inscrição Gratuita) - Premiação: 1º R$ 200,00 - 2º : R$ 100,00
- Laço Prenda (acima de 12 anos) (inscrição R$ 10,00) - Premiação: 1º R$ 300,00 - 2º : R$ 100,00
- Final Laço Cabanha Capão da Lagoa
- Final das duplas Força “A”, “B” e “C”

Em cada força as duplas param em 10.

FORÇA “A”- 6 ARMADAS -
1º R$ 4500,00 - 2º R$ 3000,00 - 3º R$ 2500,00 - 4º R$ 1500,00 -5º R$ 1000,00 - 6º ao 10º R$ 500,00
FORÇA “B” -5 ARMADAS
1º R$ 3200,00 - 2º R$ 2200,00 - 3º R$ 1800,00 - 4º R$ 1200,00 - 5º R$ 600,00 - 6º ao 10º R$ 300,00
FORÇA “C”- 3 ou 4 ARMADAS
1º R$ 2500,00 - 2º R$ 1700,00 - 3º R$ 1450,00 - 4º R$ 850,00 - 5º R$ 550,00 - 6º ao 10º R$ 250,00
- FINAL GINETEADA - DESAFIO DE PAÍSES E ESPORA DE OURO

Será cobrado o Cartão Tradicionalista (em dia) do MTG nas inscrições. OBS.: De acordo com o andamento do rodeio PODERÁ ser realizada eliminatória nas duplas classificadas no sábado; A Comissão Organizadora PODERÁ alterar os horários das provas. As duplas que não comparecerem serão automaticamente desclassificadas. Se houver tempo nos dias 24 e 25/05 poderá ocorrer uma raspada de trio.

REGULAMENTO DA ARTÍSTICA

SÁBADO – 26 DE MAIO
08:00h. - Recepção e Credenciamento
- Início dos Concursos artísticos - Modalidades: Mirim, Juvenil
- Declamação, Gaitas, Intérpretes vocal, Chula, Invernadas de Danças 
e Concurso de Declamação Campeão Internacional
- Entrega Premiação

DOMINGO - 27 DE MAIO
08:30h - Início dos Concursos Artísticos - Modalidade Adulto e Xiru
- Declamação, Pajada, Gaitas, Conjunto e Intérprete Vocal, Danças
-Trovas e Truco (Trios)
- Entrega Premiação

OBS.: NA FICHA DE INSCRIÇÃO INFORMAR AS DANÇAS ESCOLHIDAS.

PREMIAÇÃO

Gaita Piano Mirim
1º:R$ 250,00 - 2º:R$ 150,00
Gaita Piano Juvenil/até 15 anos
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 200,00
Gaita Piano 
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 300,00
3º:R$ 150,00
Gaita Ponto Mirim
1º:R$ 250,00 - 2º:R$150,00
Gaita Ponto Juvenil
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 200,00
Gaita Ponto
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 300,00
3º:R$ 150,00
Chula Mirim
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 150,00 
3º:R$ 100,00
Chula Juvenil
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 200,00 
3º:R$ 150,00
Chula Adulto
1º:R$ 500,00 - 2º:R$ 300,00 
3º:R$ 200,00
Conjunto Vocal
1º:R$ 500,00 - 2º:R$ 300,00 
3º:R$ 200,00
Declamação Prenda Mirim
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 150,00 
3º:R$ 100,00
Declamação Peão Mirim
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 150,00 
3º:R$ 100,00
Declamação Prenda Juvenil
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 200,00 
3º:R$ 150,00
Declamação Peão Juvenil
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 200,00 
3º:R$ 150,00
Declamação Peão Adulto
1º:R$ 500,00 - 2º: R$ 300,00 
3º:R$ 200,00
Decl. Campeão Internacional
1º:R$ 800,00 - 2º:R$ 600,00 
3º:R$ 400,00
Invernada Mirim
1º:R$ 1500,00 - 2º:R$ 1000,00 
3º:R$ 800,00 - 4º 400,00 -
5º R$ 250,00
Invernada Juvenil
1º:R$ 3000,00 - 2º:R$ 1500,00 
3º:R$ 1000,00 - 4º R$ 600,00 -
5º R$ 400,00
Invernada Adulta
1º:R$ 5000,00 - 2º:R$ 3500,00 
3º:R$ 2500,00 - 4º:R$ 2000,00 
5º:R$ 1000,00
Invernada Danças Xiru
1º:R$ 1200,00 - 2º:R$ 800,00 
3º:R$ 500,00
Intérprete Vocal Masc. Adulto
1º:R$ 500,00 - 2º:R$ 300,00 
3º:R$ 150,00
Intérprete Vocal Masc. Juvenil
1º:R$ 400,00 - 2º:R$ 200,00 
3º:R$ 100,00
Intérprete Vocal Masc. Mirim
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 150,00 
3º:R$ 80,00
Intérprete Vocal Fem. Adulto
1º:R$ 500,00 - 2º:R$ 300,00 
3º:R$ 150,00
Intérprete Vocal Fem. Mirim
1º:R$ 300,00 - 2º:R$ 150,00 
3º:R$ 80,00
Trova Mi Maior de Gavetão
1º:R$ 800,00 - 2º:R$ 600,00 
3º:R$ 300,00
Trova Estilo Gildo de Freitas
1º:R$ 800,00 - 2º:R$ 600,00 
3º:R$ 300,00
Pajada
1º:R$ 800,00 - 2º:R$ 600,00 
3º:R$ 400,00
Truco
1º: 3 Troféus - 2º: 3 Troféus
3º: 3 Troféus

FICHA INSCRIÇÃO E REGULAMENTO DA ARTÍSTICA

As inscrições para os concursos artísticos deverão ser realizadas através de entidades filiadas e em dia como MTG - Os critérios de avaliação das modalidades artísticas serão os mesmos aplicados no ENART. Será cobrado o Cartão Tradicionalista (em dia) do MTG nas inscrições.

Regalo: Pref. Municipal de Osório
Regalo: Pithan Pilchas

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

muchas gracias Pai do céu por ter me feito assim...

de Cris Maculan
Especial para meu amigo muui laçador.. Fernando Massolini!!!

É maravilhoso Senhor, ter braços e mãos perfeitas para segurar o laço, a armada e as rodilhas, quando há tantos mutilados.Obrigado meu Pai, pela visão perfeita que enxerga o boi correr rumo ao brete final, quando há tantos que perderam a luz. Agradeço meu Deus, pela minha voz que pede a solta, quando tantos emudeceram. Deus onipotente e eterno, obrigado pelas minhas pernas que afirmam nos arreios a vida, quando tantos não tiveram a vitória de ter pernas perfeitas. Generoso Cristo, agradeço-lhe por todas as refeições festeiras, quando tantos não tem um pedaço de pão para saciar a fome. Deus eterno, obrigado, por laçar, por sorrir, sonhar e dançar numa festa, quando tantos se odeiam e fazem guerra. Santíssima Trindade, agradeço-te por aceitar a derrota de cabeça erguida, contente e sorrindo, quando tantos não souberam perder. Digo amém Senhor por tudo que tens feito na minha vida . AMÉM

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

RODEIO DE TRIUNFO - 2011 / 19º Escaramuça da Canção Gaudéria


VAMOOOOO?????????????????????????????????

18º Rodeio Estadual - 19ª Escaramuça da Canção Gaudéria - 12ª Gineteada Internacional

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -



 Da Premiação:
Força “A”
1º Lugar - R$ 6.000,00 + troféu
2º Lugar - R$ 4.000,00 + troféu
3º Lugar - R$ 2.000,00 + troféu
4º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
5º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
Força “B”
1º Lugar - R$ 3.000,00 +troféu
2º Lugar - R$ 2.200,00 +troféu
3º Lugar - R$ 1.500,00 + troféu
4º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
5º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
Força “C”
1º Lugar - R$ 2.500,00 +troféu
2º Lugar - R$ 2.000,00 +troféu
3º Lugar - R$ 1.200,00 + troféu
4º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
5º Lugar - R$ 500,00 + troféu
Capataz
1º Lugar - R$ 300,00 + troféu
2º Lugar - R$ 200,00 + troféu
Patrão
1º Lugar - R$ 450,00 + troféu
2º Lugar - R$ 350,00 + troféu
Pai e Filho
Filho até 12 anos incompletos
1º Lugar - R$ 300,00 + troféu
2º Lugar - R$ 200,00 + troféu
Pai e Filho
1º Lugar - R$ 800,00 + troféu
2º Lugar - R$ 600,00 + troféu
Irmão
1º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu
2º Lugar - R$ 500,00 + troféu
Veterano
1º Lugar - R$ 200,00 + troféu
2º Lugar - R$ 150,00 + troféu
Vaqueano
1º Lugar - R$ 200,00 + troféu
2º Lugar - R$ 150,00 + troféu
Piá
1º Lugar - R$ 200,00 + troféu
2º Lugar - R$ 150,00 + troféu
Guri
1º Lugar - R$ 250,00 + troféu
2º Lugar - R$ 150,00 + troféu
Prenda
até 12 anos incompletos
1º Lugar - R$ 700,00 + troféu
2º Lugar - R$ 400,00 + troféu
3º Lugar - R$ 300,00 + troféu
Prenda
1º Lugar - R$ 1.800,00 + troféu
2º Lugar - R$ 1.200,00 + troféu
3º Lugar - R$ 600,00 + troféu
Taça Camboatá
1º Lugar (dupla) - 1 Moto 0Km + troféu (pára em duas ou menos)
Taça Cidade de Triunfo
1º Lugar (Laço Dupla) - 1 Moto 0Km + troféu (para em duas ou menos)
Vaca Parada
Piazito de 5 a 7 anos
1º Lugar - R$ troféu +bicicleta
2º Lugar - R$ troféu + lacinho 
Piá de 7 a 10 anos
1º Lugar - R$ troféu +bicicleta
2º Lugar - R$ troféu + lacinho 
Braço de Ouro
1º Lugar - R$ 1.000,00 + troféu2º Lugar - R$ 500,00 + troféu
Para participar do Laço Braço de Ouro o competidor deverá conquistar o 1º lugar na 
modalidade LAÇO do Rodeio.

Das Inscrições:
Laço Equipe R$ 300,00
Laço Veterano R$ 30,00
Taça Cidade R$ 80,00
Taça Camboatá R$ 80,00
Laço Pai e Filho R$ 50,00
Laço Vaqueano R$ 30,00
Laço Capataz R$ 50,00
Laço Prenda R$ 40,00
Laço Irmão R$ 50,00
Laço Piá e Guri R$ 30,00
Laço Patrão R$ 50,00

Conhecidas as músicas classificadas para o 8º CANTE UMA CANÇÃO EM VACARIA


8º CANTE UMA CANÇÃO EM VACARIA

30 de Janeiro a 01 de fevereiro de 2012

Paralelo ao 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria
Promoção e Realização  CTG Porteira do Rio Grande



Relação das músicas classificadas para o Cante uma Canção A Vacaria 

1 – Na Velha Escola Campeira
Letra: Antônio Léo Rodrigues
Música: Miguel Ângelo de Freitas 

2 – A Mula do Cecêu
Letra: Rafael Teixeira
Música: Marcelo Oliveira

3 – Pitaluga de Luzeiro
Letra: Rafael Teixeira
Música: Lisandro Amaral/Guilherme Collares

4 – De pai Para Filho
Letra: Sérgio Sodré
Música: Celino Alfredo Hofstatter Leite

5 – A Tapera Fala ao Andante
Letra: Juliano Jovoski
Música: Juliano Jovoski

6 – Dois Tempos
Letra: Rafael de Oliveira Ferreira
Música: Éverson Maré

7 – Dos Medos e do Destino
Letra: Marcelo Paz Carvalho/Cleiton Santos
Música: Marcelo Paz Carvalho

8 – Aqui desta Sombra
Letra: Carlos H. Barbosa (Hique Barbosa)/Henrique Fernandes
Música: Augusto Basquera

9 – Cavalgando na História
Letra: João Pantaleão Gonçalves Leite
Música: Walther Morais

10 - Empreitando Mula Alçada
Letra: Gilberto Porto Lamaison
Música: Gabriel Lucas dos Santos (Gabriel Selvage)

11 – Exemplo
Letra: Miro Saudanha
Música: Miro Saudanha/Jean Kirchoff

12- Vivendo e aprendendo
Letra: Silvio Genro/Afonso Jaques
Música: Sabani Felipe de Souza

13 – Na Paz da Querência
Letra: Máximo Fortes
Música: Sabani Felipe de Souza 

14 – Ponteando
Letra: Rafael Ferreira
Música: Marcelinho de Carvalho 

SUPLENTES

1ª Suplente
Na Fonte dos Causos
Letra: Dionísio Clarindo da Costa
Música: Volnei da Silva Gomes

2ª Suplente
Trovas e Clopas Campeiras
Letra: João Sampaio/Pedro Júnior
Música: Érlon Péricles

3ª Suplente
Se a cidade invade o campo
Letra: Diego Augusto Muller/Martim César
Música: Volmir Coelho

Regalo: Blog Rádio Terra Terra / Pithan Pilchas

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Juliana Spanevello receberá Prêmio Vitor Mateus Teixeira‏

Regalo: Juliana Spanevello

GRAVAÇÃO DVD/CD OS MONARCAS - 40 ANOS‏


Comemorando seus 40 anos de carreira, os Monarcas agraciam todos os fãs com a gravação de seu segundo DVD, que contará a trajetória do grupo através de um passeio musical pelos grandes sucessos que marcaram sua história desde os primeiros anos até a atualidade.

            Farão parte do repertório músicas consagradas como 'Santuário de Xucros, 'To no Rodeio, 'Dona dos Meus Sonhos', 'Sina de Gaiteiro', além de temas que se destacaram em trabalhos mais recentes, como 'Cantar é coisa de Deus' e 'A Saudade Pega'. A produção promete um espetáculo emocionante, onde serão captadas imagens de bastidores, bem como depoimentos da banda.

            Os Monarcas - 40 Anos, será gravado no dia 12 de Novembro no Parque ACCIE (Rua Henrique Pedro Salomoni, s/nº, Bairro Frinape - Pavilhão 1), a partir das 20h, em Erechim- RS.

O valor do ingresso será 1 kg de alimento não perecível, e pode ser adquirido no Castelinho (em frente à prefeitura, no centro) e no local do evento. A arrecadação total de alimentos será doada para entidades carentes da cidade.

Após a gravação do DVD, haverá um baile animado com o grupo Tempo Bom, com a participação especial d'Os Monarcas.

O arrasta-pé acontecerá no Pavilhão 2 do Parque ACCIE, a partir das 23h30min, os ingressos custarão R$ 10,00 e podem ser adquiridos no local ou reservados pelo site do grupo Os Monarcas - www.osmonarcas.com.br .

Para maiores informações entrar em contato - (54) 3321 5505 e (54) 9212 6856 com Poliana ou pelo e-mail - monarcas@osmonarcas.com.br

Este novo trabalho promete registrar e eternizar uma vida dedicada à elevação da cultura do Rio Grande do Sul, com muita emoção e energia. O DVD/CD será lançado pela Gravadora ACIT e estará a venda nos primeiros meses de 2012.

Regalo: Gravadora ACIT